Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Musicart

Vodafone Mexefest 2016: roteiro Musicart

14882286_1362301273810781_9165006518449193881_o.jp

 

Do hip hop ao fado, passando pela indie ou do São Jorge à Estação do Rossio, passando pelo Parque Mayer, preparem as pernas, preparem-se para conhecer novos artistas e preparem-se para, pelo caminho, perderem de vista amigos que vão querer ouvir artistas diferentes dos vossos.

Esta é a receita para a 8ª edição do Vodafone Mexefest. A mesma de outros anos, que junta variedade, um misto de estreias e regressos, salas bonitas e novas iniciativas que vão animar o raio de acção do festival, entre a Avenida da Liberdade e o Rossio.

Enfraquecido pela ausência forçada de Charles Bradley, que cancelou toda a digressão que tinha programada por motivos de doença, o cartaz deste ano pode parecer menos entusiasmante comparativamente ao das últimas edições. No entanto, a experiência de outros anos diz-nos que existem fortes hipóteses de sermos surpreendidos por nomes menos conhecidos, aos quais se juntam as habituais "apostas fortes" por parte da organização.
Ao todo, serão mais de 50 os artistas divididos pelos dois dias de festival, a quem se junta a confirmação de última hora, Sara Tavares.

Este ano pensámos em desenhar um roteiro menos ambicioso do que o do ano passado e esse objectivo talvez tenha sido conseguido para o primeiro dia. Menos concertos, menor a distância entre as salas e um horário menos apertado, que permite aproveitar para descansar e beber uma cerveja ou um chocolate quente, habitualmente servido no caminho entre palcos. No segundo dia, volta o ritmo frenético.

 


Dia 25

Agenda1.jpg
Agenda2.jpg

 

É no estreante Parque Mayer que vamos passar grande parte da noite de sexta-feira e é também no Parque Mayer que começamos esta edição. Às 19H30, no Capitólio Bastidores, Valas sobe ao palco pouco mais de um mês depois de ter lançado o seu mais recente single, "As Coisas".
Às 20H25, logo ali ao lado no Cine-Teatro Capitólio, o regresso de Mike El Nite e Nerve ao Vodafone Mexefest, desta vez em conjunto, é o primeiro de uma série de três concertos imperdíveis neste palco dedicado ao hip hop.
Vinte minutos de descanso ou uma ida à Sociedade de Geografia de Lisboa, para sentir os ritmos africanos de Toty Sa'Med antes daquele que é, para nós, um dos artistas mais esperados da noite: Talib Kweli. O rapper americano actua no Cine-Teatro Capitólio, a partir das 21H45. Pelo meio, no Coliseu, a bonita voz de NAO obriga a um desvio no roteiro para ouvir o seu disco de estreia, "For All We Know", antes de um regresso à casa de partida para a junção dos dois produtores e MC's, Diamond D & Large Professor, com inicio marcado para as 22H50.
Porque o dia seguinte obriga à gestão de energias, nada melhor do que terminas a noite com concerto do trio australiano Jagwar Ma, no Coliseu dos Recreios, às 0H30.

 



Dia 26

Agenda3.jpg

Agenda4.jpg


É aqui que tudo se complica.
Às 20H20, o Coliseu recebe aquele que deverá ser um dos concertos com maior afluência do festival. Gallant chega a Portugal como um dos nomes do momento, com o tema "Weight in Gold" a passar na rádio e é uma das maiores promessas do soul e R&B.
Na Garagem EPAL, está montado o laboratório da "Ciência Rítmica Avançada". A curadoria de Rui Miguel Abreu, leva a palco vários nomes do hip hop português, como Beware Jack & Blasph, Keso ou o "dealemático" Fuse, que nos obrigam a desdobrar energias e a ter de escolher entre as vozes femininas de Mallu Magalhães (Teatro Tivoli BBVA, 20H50), Sara Tavares (Cinema São Jorge - Sala Manoel Oliveira, 21H15), Elza Soares (Coliseu dos Recreios, 22H10) e Mayra Andrade (Cine-Teatro Capitólio, 22H50).
Entre as 23H30 e as 0H30, a hora é repartida entre a Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge e a Estação Vodafone FM. Por uma questão de logística, a sugestão é começar pelo trio nova-iorquino Digable Planets e descer a Avenida até ao Rossio, onde a dupla portuguesa Octa Push apresenta o seu mais recente trabalho de originais, "Língua".
Gastamos o último fôlego para, a partir das 0H30, ir até ao Coliseu e percorrer com Branko o "Atlas" que o tem acompanhado nesta aventura pós-Buraka.


 


Este é o nosso pequeno contributo para que possam aproveitar ao máximo os dois dias de Vodafone Mexefest. Até lá, planeiem a vossa agenda com a ajuda da app e passem os ouvidos pela nossa playlist.

Bom festival e boa maratona a todos!

Mapa Vodafone Mexefest.JPG
(mapa)