Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Musicart

O Atlas de Branko

600.jpg

 

Uma "volta ao Mundo" durante cinco semanas, com paragem em cinco cidades de três continentes diferentes, resultaram na construção deste Atlas.
Lisboa, Cidade do Cabo, São Paulo, Nova Iorque e Amesterdão. Ricas em diversidade cultural, cada uma com a sua identidade musical e estilo emergente, permitiram a Branko construir um puzzle à imagem da sua interpretação.
É um álbum em que a diferença na sonoridade nos permite atravessar culturas e encontrar qualquer coisa nova sempre que repetimos uma faixa. É difícil identificar um único género musical, mas existe um evidente elo de ligação entre as músicas.
Independentemente da suavidade ou do entusiasmo transmitido pela batida, tudo bate certo. "Let Me Go", "Take off" e "Paris - Marselha" são demonstrativas da "diferença coerente" que incorpora os dez temas. É algo de novo e refrescante.

Este mix de coordenadas geográficas, foi também documentado numa série de cinco episódios. Chama-se "Atlas Unfolded", é apresentado pela Red Bull Music Academy e acompanha o processo criativo do álbum. A web-series dá a conhecer a música, as mais de 20 colaborações, as cidades e todo o "work in progress" até ser atingido o resultado final.

Numa altura em que os Buraka Som Sistema terminam um ciclo, com uma tour pelos sitíos mais marcantes dos dez anos de existência, Branko inicia um novo ciclo. O seu próprio ciclo.