Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Musicart

#CurtasMusicart: Pedro Matos - "Less Than Objects"

5a75ff81-51df-494c-9429-9638459e017a.jpg


O que é um objecto? Para encontrar a definição, basta recorrer a um dicionário online. Mas, Pedro Matos, compromete-se a mais do que isso. Compromete-se a dar um novo contexto e reinterpretação ao significado da palavra, demonstrando que a abstracção contém a representação de algo. 
O artista leva o espectador a uma reflexão com base em elementos que o rodeiam, menosprezados na realidade material, de origem humana ou material, explorando a decadência e a imperfeição. 

"Less Than Objects", inaugurou no passado dia 19 de Fevereiro e é a primeira exposição individual de Pedro Matos em Portugal que, com 26 anos, leva no curriculo uma série de exposições, individuais e colectivas, em vários pontos do Mundo.
Vai estar na Underdogs até ao dia 2 de Abril e pode ser visitada entre terça-feira e sábado, das 14H às 20H.


4dc6f276-1440-4289-840d-7efe6c9c2639.jpg


Nesta #CurtasMusicart fala-nos sobre ele, sobre a "Less Than Objects" e sobre os novos projectos.

Quem é artista o Pedro Matos? Quais são as tuas inspirações e objectivos?
Bem, tenho 26 anos e vivo e trabalho em Lisboa. O meu objectivo é continuar a ter o privilegio de investigar e trabalhar em todos os assuntos que me interessam e que saiam os melhores trabalhos possíveis como subprodutos dessa prática. Se isso poder despertar também algumas novas ideias, questões ou relações em algum espectador, é um bonus acrescido. É também um objectivo, não só com o meu trabalho como artista mas também com outros projectos paralelos e relações, ajudar a que Lisboa e Portugal se internacionalizem e passem mais a fazer parte da arte contemporânea internacional. Ainda somos muito fechados e auto-excluídos. 

O que pretendes transmitir nesta exposição, "Less Than Objects"?
“Less Than Objects” é a minha exposição individual patente na Galeria Underdogs em Lisboa, até 2 de Abril. É uma exposição exclusivamente de trabalhos novos que nunca foram apresentados antes, desenvolvidos nos últimos 6-8 meses. As ideias presentes na exposição são várias, que se relacionam entre si em níveis de profundidade ou intensidade diferentes. A ideia de aceitação, as fronteiras entre representação e abstracção, objecto ou conteúdo, formalismo e conceito, efêmero ou permanente, cidade ou natureza, são alguns dos assuntos presentes em todos os trabalhos de forma simultânea. 

Para o futuro, já existem outros projectos em mente?
Existem alguns. Ainda durante o decorrer da exposição irá sair o livro publicado pela Underdogs com o trabalho não só desta exposição mas também uma selecção de trabalhos desde 2012 até agora. Estou também a trabalhar em algumas exposição colectivas para breve como “Preparations for a journey” na Fifi Projects no México, e “Aujourd’hui je dis oui” na Galeria da Boavista em Lisboa, com curadoria da Aujourd’hui (www.aujourdhui.pt).



O nosso agradecimento ao Pedro Matos por esta curta entrevista e por toda a disponibilidade.
Fiquem a conhecê-lo melhor e ao seu trabalho em: http://www.pedromatos.org/

6e16b4e0-a1dd-4bb3-ba89-47c33601f6df.jpg