Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Musicart

#CurtasMusicart: Farix - "Future Classics"

12646965_1248467861837111_9119676327221543598_n.jp


Ano 16 do 2º milénio.
Neste "regresso ao futuro", os carros não voam. É possível que possamos encontrar alguém com uns Nike iguais aos de Marty McFly, mas não é garantido. A humanidade evoluiu e continua a explorar novos caminhos que levem à descoberta. A música não é excepção. Os beats futuristas apoderaram-se das pistas e fazem-nos chegar misturas explosivas. A aposta de várias casas de dança vai nesse sentido e mostram-nos que o presente é... o futuro.

Encarregues de tornar esta experiência real, estão Farix e Miguel Pité (MGDRV), através de uma residência mensal no Copenhagen.
A primeira noite correu às mil maravilhas. Agora, preparam-se para voltar a entrar na máquina do tempo através de um set renovado. A partida é na próxima quinta-feira por volta das 23H30. O regresso acontece algumas horas depois. Durante o caminho é esperada a turbulência normal provocada pela batida, pelos graves e pelo ritmo.

11351124_1103639492986616_5539971719528202830_n.jp
(Fotografia: Royalty)

Falámos com Farix, um dos comandantes da máquina do tempo, para ficar a saber um bocadinho mais sobre ele e sobre a Future Classics.


Quem for ao Copenhagen no próximo dia 18, o que é que pode esperar?
No dia 18 é a 2ª edição da Future Classics, onde eu e o meu puto Miguel Pité dividimos a cabine e passamos tudo aquilo que é novo no hip hop, R&B, future beats e trap.
Quem for ao Copenhagen só pode esperar por bangers do momento mixados com beats do futuro.
Nada de clássicos do passado. Nós mostramos os clássicos do futuro.

Qual foi o momento alto da primeira sessão de Future Classics?
Tivemos vários momentos altos. Mais do que estava realmente à espera.
Quando passávamos sons menos conhecidos, o people reagia cantando ou com uma cara feia. Estavam incríveis!
Mas para mim, o momento mais hype foi quando passei a "All Night" do Mishlawi e fiz a passagem para o "Solta-se o Beijo" da Ala dos Namorados (pura parvoíce). Larguei os comandos para o Miguel e o que é que esse menino fez? Remate com um remix da "A Milli" (Lil'Wayne) do Jarreau Vandal. A casa foi a baixo!

O que estás a preparar para 2016?
No final do ano passado foi quando decidi dar o passo em frente como DJ.
Já tinha tocado em vários espaços e quero deixar aqui o props à família do Groove Bar e especialmente ao Nuno Santos aka Nocturnals, que foi quem me meteu na rota da noite. Nessa altura, tocava pouco e dependia muito do trabalho que tinha.
Assim que tive a oportunidade de me mostrar ao people do Copenhagen pensei que era o "agora ou nunca" para me consolidar como DJ e num ápice cheguei a uma residência mensal que é esta Future Classics.
Devo isso a três pessoas: Miguel Pité que faz o duo comigo, ao Guilherme Clara (manager do Copenhagen) e ao Davide Pinheiro (Mesa de Mistura), que me apoiaram e incentivaram a dar este passo.
2016 será sem dúvida um ano em que quero manter a Future Classics a rodar em Lisboa e já temos propostas para rumar a outras cidades do país. Esperem pelas novidades. 2016 é o ano em que o people vai ver o Farix activo na cena!


O nosso agradecimento ao Farix pela disponibilidade e um conselho sincero: na próxima quinta-feira passem pelo Copenhagen.
Fica aqui um cheirinho do que vai ser a noite.