Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Musicart

#ADR: 17 anos depois, "Realidade Paralela

14355792_1155447234515581_7454866674192894169_n.jp


A entrevista com Sam The Kid, para a TV Chelas, foi o mote para que Ace ponderasse aceder aos pedidos para recuperar o EP, "Realidade Paralela".
Lançado em 1999, este trabalho fez parte do primeiro projecto do rapper: Dockstranger.

Nunca tendo sido editado, "Realidade Paralela" foi apenas enviado para o programa Rapto, de José Mariño, na Antena 3 e acabou por alcançar contornos quase míticos dentro do Hip Hop nacional, principalmente para aqueles que acompanham o género musical e o movimento Hip Hop há mais tempo.

Agora, 17 anos depois, Ace decidiu partilhar no seu canal de Youtube e no Brandcamp esta relíquia, que encaixa que nem uma luva no nosso Álbum de Recordações.

 

Música e Arte iminentes

14188580_118406468613567_5318764481593710449_o.png

 
A música e a arte urbana vão partilhar o mesmo espaço durante os dias 23, 24 e 25 de Setembro, no Jardim Municipal de Oeiras.

O Festival Iminente, que conta com a curadoria de Vhils e o apoio de Underdogs, é fruto de uma parceria entre a Câmara Municipal de Oeiras e a UAU e apresenta-se como "um festival que junta a nova música à nova arte numa experiência de intensa intimidade colectiva". 

 

Do hip hop aos mais diversos géneros musicais, durante os três dias, vão actuar nomes como PAUS, Batida, DJ Ride, DJ Glue, Thunder & Co, Chullage, Halloween, Orelha NegraKeso, Francis Dale, Isaura, Ana Moura, Dead Combo, Slow J, Sam The Kid e DJ Big ou Kalaf.
Ao todo, três palcos embebidos na vegetação, com aproximação entre o público e os músicos, onde vai ser possível sentir tudo na pele.


Além das obras do próprio Vhils, pelo recinto do festival serão também exibidas obras de Add Fuel, André da Loba, Akacorleone, Bordalo II, Mais Menos, Maria Imaginário, Mário Belém, Pedro Matos (que já foi entrevistado para a nossa #CurtasMusicart), Wasted Rita, entre outros. Sem barreiras e integradas no ambiente, algumas já concluídas, outras em execução.

14354958_152246031896277_2742768784301725967_n.png

 

Um cartaz cheio de artistas nacionais e cheio de qualidade que, por apenas 2€ por dia, leva a uma visita obrigatória.
Os bilhetes estão à venda na Ticketline e nos locais habituais.

Evento: https://www.facebook.com/events/171985633229883/


De Sol a Sol: o Hip Hop para lá das rimas

14322708_663786210451980_9007023953507183889_n.jpg

Para lá das rimas, dos beats, das coreografias e de tudo aquilo que nos chega sobre o Hip Hop nacional, há um Mundo por descobrir. E é a isso que se compromete a série documental De Sol a Sol, mostrando o dia-a-dia daqueles que, diariamente, contribuem para o enriquecimento do género musical e da cultura.

Este projecto independente é uma ideia da produtora e jornalista Alexandra Oliveira Matos, do editor Luis Almeida e do realizador Vasco Teixeira, a quem se juntam alguns amigos que colaboraram nas filmagens, no grafismo ou no empréstimo de material, e surge da vontade dos três profissionais em materializar o gosto pela música e pelo Hip Hop, em particular.

A primeira temporada desta série conta com quatro episódios, que serão apresentados ao domingo, sempre à mesma hora.
O episódio inaugural foi lançado ontem, dia 18 de Setembro, com Bispo a mostrar como prepara os concertos e a falar das suas inspirações.
No próximo domingo é a vez de Holly, com os dois últimos episódios a ficarem reservados para B-Boy Jordan e DJ X-Acto.

Podes acompanhar e ficar a conhecer melhor este projecto através do canal de YouTube ou do facebook da série.




#ADR: Revistados 25-06

R-5627139-1459608597-9025.jpeg.jpg


"Dunas", "Popless", "Bem-vindo ao Passado", "Pronúncia do Norte" e "Sexta-Feira", são apenas alguns dos catorze temas, recriados, numa compilação de tributo à banda de Rui Reininho. Estávamos em Março de 2006, nascia o projecto Revistados 25-06.

 

A nova geração (à data) do hip hop, soul e reggae nacional juntou-se para uma homenagem aos 25 anos dos GNR. E não se tratou simplesmente de uma remistura. Pegaram no pop rock, desembrulharam-no, trocaram-lhe as voltas, usaram samples, recriaram versos e transformaram-no nos mais diversos géneros urbanos, numa total liberdade de abordagem. 

O processo acompanhado de perto por Rui Reininho, teve a mão de New Max na produção e a voz, através dos Expensive Soul. A estes, juntaram-se Guardiões do Subsolo, Xeg, NBC, Virgul, Orlando Santos, Tekilla, Philharmonic Weed, Melo D, entre outros. Um ou mais artistas / banda por cada um dos temas revisitados.

 

Apesar da curta duração do projecto, como é habitual neste tipo de homenagens, não caiu no esquecimento.
Em 2012, NBC subiu ao Palco Mundo do Rock In Rio para interpretar o "Bem-Vindo ao Passado" juntamente com os GNR, num dos momentos altos da noite. Já durante este ano de 2016, no Super Bock Super Rock, a batida de "Popless", o primeiro single do álbum a cargo dos Guardiões do Subsolo, foi aproveitada por Capicua para uma versão inédita de "Maria Capaz".
Agora, somos nós a relembrar os Revistados neste Álbum de Recordações.




 

 

Tracklist:
1. Guardiões do Subsolo - Popless
2. Xeg - Pós-Modernos
3. NBC - Bem-Vindo ao Passado
4. Virgul - Espelho Meu
5. Charly Martinez c/ Orlando Santos - Sexta-Feira
6. Hugo Novo c/ T-Jay - Hardcore (1º Escalão)
7. Expensive Soul - Efectivamente
8. Sp & Wilson - Pronúncia do Norte
9. Tekilla - Sete Naves
10. Junior - Essa Fada
11. Mundo Complexo - Falha Humana
12. Matozoo - Mau Pastor
13. Philharmonic Weed - Nova Gente
14. Melo D - Dunas